Inteligência Emocional: tenha ou desista de tentar ser um Gerente de Projetos

Quem já trabalhou alguma vez com o AutoCAD sabe que ele é um software de criação que detém camadas de composição chamadas de Layers. Esses layers podem ser ativados ou desativados, dependendo do que se deseja mostrar no desenho. Façamos de conta que você, como gerente de projetos, é composto por vários layers que vão desde conhecimentos técnicos a atributos de liderança. Maioria das pessoas que trabalham com gerenciamento de projetos, as quais eu pude conhecer, geralmente são induzidas pelo seu próprio mindset a manter muitos layers não tão importantes “ligados” e outros layers essenciais “desligados”. Vamos fazer o seguinte: desative o seu layer de conhecimentos sobre MS Project. Logo em seguida, desative também os layers de composição de EAP, análise de Caminho Crítico e Planejamento PERT. Agora, é essencial que você esqueça por alguns minutos que aquela “praga” chamada CANVAS que se prolifera todos os dias com um novo gênio inventando uma nova abordagem para conquistar adeptos, cliques no Youtube e vender livros existe. Ao desligar esses layers, você identificou o que corresponde a sua inteligência emocional? Talvez você tenha realmente deixado ele por último, porque as vezes os próprios GPs esquecem que esse “layer” precisa existir.

Em todos esses anos trabalhando com projetos, eu já me deparei com cenas bizarras de GPs que simplesmente surtam quando são pressionados por algum resultado. Também não esqueço de um Gerente de Projetos que conheci há uns 4 anos atrás que chamou um dos integrantes do seu time de projetos pra sair no tapa dentro do escritório. O mais comum é o GP puramente reativo que não consegue negociar com clientes e demais stakeholders as coisas mais simples e triviais dentro de um ambiente de projetos. Eu costumo ser bastante enfático quando me deparo com situações como essa. Se você não consegue desenvolver suas habilidades de liderança, negociação e gestão pura e simples pode pegar o seu livrinho de Análise de Valor Agregado, seus post-its e seus canvas, botar debaixo do braço e pedir para ir pra casa. O ambiente de projetos não é para você. No entanto, se quiser continuar, é preciso mudar as suas atitudes diante das situações mais extremas e conseguir agir de forma lúcida e proativa durante essas situações.

Não liga os outros “layers” ainda, vamos nos manter focados no nosso assunto. Mas a final de contas, o que é essa tal de Inteligência Emocional? A inteligência emocional nada mais é do que a capacidade de administrar as emoções visando alcançar seus objetivos. Incorporados a isso é preciso que você tenha ciência que ter a inteligência emocional é saber lidar com seus medos, inseguranças e insatisfações em prol do êxito nas atividades. Entenda, para que você consiga lidar com isso é preciso compreender que é da natureza humana agir pela emoção, porém destaca-se o profissional que consegue manter um ambiente harmonioso de trabalho, sendo sensato e sempre buscando as melhores soluções. Essa sabedoria não é importante apenas para as questões de convivência diárias, mas é muito importante para a tomada de decisão.

Em toda a história da humanidade, os grandes líderes sempre foram dotados de grande sabedoria, não agindo por impulso e sabendo a hora e o lugar certo tomar as ações que seriam posteriormente responsáveis por um êxito em determinada campanha. Eu também já penei muito e confesso que ainda hoje eu conto até 20 e respiro profundamente antes de tomar alguma atitude. No ambiente empresarial nem sempre você deve agradar a quem você gosta. As pessoas que você mais detesta um dia deverão estar frente a frente com você e você as receberão sorrindo, com um bom astral e com o mesmo comprometimento de sempre. Lembre-se, como Gerente de Projetos você terá que tomar decisões rápidas e precisas em um curto espaço de tempo. Deixar a emoção tomar conta de você nessas horas pode ser um tiro fatal no seu projeto de futuro como GP.

Bem, como todos nós já sabemos, se conselho fosse bom a gente vendia. Porém vou passar uma lista do que eu fiz para melhorar esse ponto no meu conjunto de “layers”. Posso garantir uma coisa, tem dado certo.

  • Fazer algumas sessões de Yoga ajuda bastante a você esvaziar sua mente e dar um “reboot” no seu mindset.
  • Procure sempre organizar bem suas informações, sejam elas quais forem. Anotações em caderno, compromissos registrados na agenda do seu Outlook.
  • Ler alguns livros interessantes sobre liderança, poder e equilíbrio emocional. Indico “As 48 Leis do Poder – Robert Greene“, “O Gerente Minuto – Kenneth Blanchard & Spencer Johnson” e “O Monge e o Executivo – Leonard Hoffman“.
  • Procure conversar com GPs mais experientes dentro da sua própria empresa, por exemplo. Eles já passaram por situações idênticas as suas, saberão orientar nas práticas mais assertivas.
  • Cada vez que receber um e-mail um pouco mais enfático, daqueles que colocam até a sua competência em jogo, não responda imediatamente. Analise se quem enviou vale uma resposta à altura. Dependendo do remetente, não precisa nem responder para não dar pano pra manga.
  • Respire fundo e conte até 20 cada vez que for cobrado ou acusado por alguma coisa. Não se deixe levar pelo calor da discussão. Ouça atentamente tudo o que está sendo falado, avalie se essas observações têm algum fundamento e só tome uma atitude depois de observar a crítica sobre 2 perspectivas: a primeira – qual grau de influência o acusador exerce sobre meu projeto? e a segunda – o problema será solucionado se eu bater de frente sem abrir mão das minhas convicções?

Bem, agora você pode voltar a ligar os outros layers da sua composição como gerente de projetos e encarar a realidade. Não esqueça que uma certificação ou um MBA não faz de você o melhor GP do mundo. O melhor gerente de projetos é aquele que faz com qualidade o que se propôs a fazer, sem precisar ser mais ou menos que isso. Pense diferente, porém pense.

2 comentários em “Inteligência Emocional: tenha ou desista de tentar ser um Gerente de Projetos

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: