A diferença entre um “Gerente de Projetos Certificado” e um “Certificado em Gerenciamento de Projetos”

Ao fazer qualquer comentário sobre esse assunto, que até hoje ainda causa uma certa polêmica dentro da comunidade de gerenciamento de projetos, há uma possibilidade de que opiniões diversas sejam expostas e é preciso entender que é ótimo existirem as divergências de opinião. Quando me perguntam sobre a necessidade de um profissional ter ou não uma certificação em gerenciamento de projetos, eu sempre digo que é preciso entender a diferença entre um profissional certificado e uma certificação pura e simples. Eu já vi discussões acaloradas sobre o assunto e posso afirmar que não há necessidade para tanto. Muitos GPs encaram outros profissionais como ameaças, inimigos e não é bem por aí. Hoje em dia o que há é uma briga pelo espaço quando a sua luta deve ser por espaço, porque se você é um bom profissional em gerenciamento de projetos e se preocupa em melhorar continuamente suas “skills”, seu espaço está garantido.

Com a crise esse “incômodo” ficou ainda mais evidente. Tem GP que fala: “o cara não tem experiência nenhuma e só por causa da certificação que ele tirou fazendo uma prova o mercado dá mais valor a ele do que a mim”. Eu devo informa-lo que, se você pensa dessa forma, está ligeiramente enganado. Uma certificação em gerenciamento de projetos, seja ela qual for, pode te garantir uma entrevista, uma visualização no LinkedIn, mas com certeza não te garante a vaga. As organizações buscam profissionais em gerenciamento de projetos com “bagagem”, experiência em gestão de crises, em projetos complexos, não é interessante para o recrutador ouvir de você, por exemplo, que você gerenciou projetos 100% perfeitos, todos dentro do prazo e orçamento. Eles estão interessados em saber como você conduz seus projetos, seu grau de resiliência e quais foram as suas decisões em momentos extremos. Portanto, um profissional com uma certificação e sem experiência não ganha mais pontos em um processo seletivo do que um profissional sem certificação, porém mais “safo” em gerenciamento de projetos.

No entanto, queria abrir aqui uma reflexão sobre a sua carreira,principalmente direcionada àqueles Gerentes de Projetos que ignoram as certificações e os MBAs. Esqueçam o mercado de trabalho por 1h e procurem avaliar o seu trabalho hoje e o que você planeja para o futuro. Pra começar, se você é realmente um bom Gerente de Projetos, com certeza você tem planos para o futuro, concorda? Então pergunte a si mesmo: O que você quer ser daqui a 5 anos? Onde você quer estar? Você quer ser sempre um GP da mesma empresa que você trabalha há 10 anos? Não te interessa ser líder de PMO? Não passa pela sua cabeça chegar a ser Gerente de Portfólio de Projetos em uma multinacional? Quem sabe, alcançar algum cargo de diretoria? Pois bem, se alguma dessas opções listadas te interessa, você vai me desculpar, mas você tem que começar a pensar em Educação Continuada e Certificações sim.

O mundo corporativo está cada dia mais exigente e as certificações em gerenciamento de projetos cada dia mais disseminada e desejada pelos recrutadores. Esqueçam também questões ideológicas. Um dia ouvi de um Gerente Funcional de uma empresa que ele estava sendo “forçado” a gerenciar projetos na sua área e a empresa o pressionando a se certificar. Porém, segundo ele, não iria se curvar ao PMI e a sua fome de querer impor suas regras ao mercado e se encher com os dólares dos outros. Delírios a parte, vale lembrar que o PMI não impõe nada, o instituto tem um corpo de melhores práticas que, desde 1987, é aperfeiçoado regularmente por profissionais do mundo todo. Se certificar é apenas ter a comprovação de que você tem conhecimentos sobre determinada metodologia ou prática, mostrando essa habilidade ao mercado. Imagine juntar o seu conhecimento e habilidades adquiridas em anos de experiência com uma formação complementar (MBA, por exemplo) e uma certificação em gerenciamento de projetos (PMP, PRINCE2, IPMA, etc.)? Isso não só garante uma visualização no LinkedIn e uma entrevista, como mostra para o mercado que você não está satisfeito e quer aprender mais, se aperfeiçoar, buscar trocas de experiências, estudar mesmo.

“Há muitas pessoas certificadas que não tem experiência em gerenciamento de projetos?” Sim, muitas, conheço várias, mas isso não é motivo de preocupação para você que tem experiência e não é certificado. O seu maior inimigo no mercado é você mesmo. Enquanto você pensar o ato de não se certificar como uma questão ideológica, muitas oportunidades vão deixar de aparecer pra você. Eu quero deixar claro que as certificações e os programas de MBA são também uma forma de mostrar ao mercado que você está em constante evolução. Aquele que tem a certificação e não tem a experiência necessária para gerenciar projetos importantes podem até conseguir ser contratado (por algum motivo esdrúxulo), mas com o tempo ele vai se enrolar nas próprias pernas e o recrutador, que foi negligente, é que vai ser cobrado por isso.

Espero que você possa realmente fazer essa reflexão e pensar em onde você quer chegar. Você tem todo o direito de continuar onde está, mas tem o dever de projetar algo pro seu futuro, nem que seja pra chegar a conclusão que perdeu tempo lendo este artigo.

Licença Creative Commons
A DIFERENÇA ENTRE UM “GERENTE DE PROJETOS CERTIFICADO” E UM “CERTIFICADO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS” de Wagner A. de A. Borba está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://escopodefinido.com/.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: